Odontologia do Futuro

Imagine como seria a Odontologia no futuro: Ao invés do exame tradicional com espelhinho e explorador o dentista faria um exame através de uma câmera com imagens em alta definição, e o paciente poderia ver seu dente em uma tela de computador ou televisão… pois essa odontologia já existe!

tecnologia-e-arte

O Check-up Preventivo Digital é feito com uma câmera intraoral que fotografa todos os dentes, com um aumento de até 60 vezes do tamanho normal. Com isso, é possível visualizar qualquer problema, por menor que seja, e o dentista tem a possibilidade de fazer uma microintervenção, sem traumas ou sofrimento e com custo reduzido.

Essa consulta preventiva deve ser realizada apenas duas vezes por ano.

Apresentação MR.006
Check-up Digital é uma revolução da odontologia moderna e, com ele, as intervenções cirúrgicas, os implantes e o uso de próteses poderão ser, em breve, procedimentos do passado.

Agende seu check up digital! 

 

 

Anúncios

Muitos pacientes que colocam implantes cometem esse erro. Você também?

Muitos pacientes chegam à clínica com a ideia de que após realizar os implantes, os cuidados não precisarão ser os mesmos do que com um dente natural. ERRADO! Após o implante, os cuidados e a higienização adequada são tão, ou mais, importantes.

istock_000027779163large-1024x768

Embora os implantes não estejam sujeitos a cáries como os nossos dentes naturais, eles podem desenvolver inflamações da gengiva, e até mesmo infecções e perda óssea se não forem cuidados de forma adequada levando, além de outros problemas, a perda do implante.

Com a manutenção e saúde bucal em dia, garantimos a duração e os resultados do implante e da reabilitação.

Os implantes têm grande durabilidade dependendo da sua localização e da colaboração do paciente em fazer uma boa higiene bucal e de suas visitas regulares ao dentista.

Como cuidar dos implantes?

Higiene Oral

Escovar e passar o fio dental rotineiramente é necessário. Outros tipos de ferramentas como as escovas interdentais e irrigadores orais podem ajudar a manter uma correta limpeza.

Check Ups Odontológicos

O seus “dentes novos” vão requerer check ups periódicos no dentista para garantir a saúde das gengivas e dos ossos. Isso também requer raios-x periodicamente para avaliar o nível ósseo em volta dos implantes. As restaurações dentais fixadas aos implantes também requerem check ups periódicos pelo seu dentista para garantir que estão seguras e funcionando perfeitamente. Não é rara a ocasião onde os parafusos que fixam sua restauração aos implantes ou pilares de fixação se tornam um pouco soltos. O reparo exige apenas que os mesmos sejam removidos, limpos e recolocados com parafusos novos ou com os mesmos parafusos mais apertados.

Apesar de serem complicações pequenas, as mesmas não devem ser ignoradas. Permitir que a restauração continue no lugar quando não está adequadamente fixada ao implante poderá causar problemas mais significativos.

Fontes:

Dr. Milton Raposo Jr

http://www.osseo.org/healingAndCare_pg.html

Voltou do almoço agora? Não escove seus dentes!

Ao ingerir alimentos e bebidas ácidas, você deve esperar pelo menos 30 minutos antes de escovar os dentes.

IMG_7611

Este é o tempo necessário para que a saliva possa agir e neutralizar o pH ácidos de alguns alimentos e bebidas como  café, o vinho, o refrigerante e o suco de laranja, por exemplo, evitando assim a erosão dental.

A erosão dental ácida é a perda da estrutura dental chamada esmalte (camada externa dos dentes)

Pode ser identificada facilmente:

– Descoloração dos dentes, desgaste do esmalte, exposição da dentina (camada que fica logo abaixo do esmalte).

– Sensibilidade dentinária, porque o esmalte desgastado expõe a dentina, que é mais permeável do que o esmalte, sendo mais sensível ao toque, ao ar, à força da mordida e à exposição ao ácido.

– Bordas dos dentes frontais com aparência transparente, lisa ou desgastada.

Só não esqueça de escovar após esses 30 minutos!

Dia do Beijo!

Aproveite o dia do beijo!

Visite seu dentista regularmente e evite problemas de saúde bucais e doenças que podem ser transmitidas pelo beijo como, por exemplo: gripe, mononucleose (doença do beijo) e herpes.

ScreenShot0011

Dia Mundial de Combate ao Câncer – Faça o Auto Exame

Segundo a Revista Científica Dentistry, nos últimos 20 anos, o índice de câncer bucal aumentou 50% na população mundial e já é o quarto tipo de câncer que mais mata no planeta.

Nesta sexta-feira (8) é celebrado mundialmente o Dia de Combate ao Câncer, data que tem como objetivo chamar a atenção da sociedade em geral para o crescimento dos índices da doença, que, segundo o IBGE, vem crescendo continuamente nas duas últimas décadas.

cancer-bucal

O autoexame é simples e eficaz, pode ser feito diante do espelho em um local bem iluminado, verificando-se lábios, língua (principalmente as bordas) assoalho (região embaixo da língua) gengivas, bochechas, palato (céu da boca) e amígdalas. “A inspeção da boca, frente ao espelho, com uma boa iluminação, é um método simples, inócuo e que permite avaliar rapidamente lesões suspeitas, tendo um importante papel na prevenção e diagnóstico precoce do câncer”, diz o oncologista Ricardo Caponero, da Clinonco.

Deve ser feito regularmente, observando-se se não há anormalidades como: mudança de coloração, áreas irritadas debaixo de próteses (dentaduras, pontes móveis), feridas que não cicatrizam em uma semana, dentes fraturados ou amolecidos, caroços ou endurecimento. “Deve-se prestar atenção para placas esbranquiçadas persistentes e aftas que não cicatrizem de três a cinco dias”, afirma o especialista. Mesmo sem encontrar nenhuma alteração, a visita anual ao dentista não deve ser esquecida.

1. De frente para o espelho, lave a boca, toque suavemente com as pontas dos dedos toda a face para ver se há algum sinal que não havia notado anteriormente.

2. Puxe o lábio inferior para baixo e apalpe a mucosa. Em seguida faça o mesmo com o lábio superior.

3. Com o dedo indicador, examine os dois lados da bochecha.

4. Ainda com a ponta do dedo indicador, examine a gengiva.

5. Introduza o dedo indicador por baixo da língua e o polegar da mesma mão por baixo do queixo. Em seguida, procure tocar todo o assoalho (a base) da boca.

6. Incline a cabeça para trás e examine o céu da boca. Diga AAAA e observe o fundo da garganta.

7. Ponha a língua para fora e observe a parte de cima dela. Repita a observação com a língua levantada até o céu da boca. Em seguida, puxe a língua para esquerda e depois para a direita.

8. Toque toda a extensão da língua.

9. Examine o pescoço. Compare os lados direito e esquerdo e veja se há diferenças entre eles. Veja se existem caroços ou áreas endurecidas. E, finalmente, introduza o polegar por debaixo do queixo e apalpe suavemente todo o seu contorno inferior.

 

Sua gengiva sangra?

As gengivas são uma parte extremamente sensível da cavidade bucal e estão expostas ao contato direto com muitas bactérias que se não forem eliminadas com uma higiene adequada, podem dar lugar à inflamação, à vermelhidão e à irritação das mesmas. A presença de placa bacteriana é um dos principais motivos que origina problemas na saúde das gengivas, mas também há outros fatores que influenciam em seu inchaço.

escova-de-dentes-e-gengivite-dos-desenhos-animados-64977904.jpg

GENGIVITE

  1. A causa mais comum da inflamação das gengivas é sofrer de gengivite. Trata-se de uma doença leve das gengivas que além de inflamação, provoca irritação, vermelhidão, inchaço e inclusive sangramento ao escovar os dentes ou usar o fio dental. Esta costuma ser ocasionada por uma acumulação da placa bacteriana, que contém bactérias que atacam as gengivas provocando sua inflamação. É fundamental manter uma higiene bucal adequada para evitar seu aparecimento e visitar o dentista assim que forem notados os primeiros sintomas, pois caso contrário esta condição avançará e piorará podendo levar a periodontite.

  2. O alinhamento anormal dos dentes, chamado de oclusão dental incorreta, é outra condição que pode dar resposta à pergunta de por que as gengivas inflamam. Esta impede que os dentes superiores encaixem bem com os inferiores, dificultando assim a mordida, provocando alterações nas gengivas e inclusive dificuldades na respiração bucal. Esta situação requer um tratamento de ortodontia a fim de corrigir a posição dos dentes e evitar doenças periodontais e transtornos nas articulações e músculos que se encarregam da mastigação.

Semana da Mulher: Você faz uso de contraceptivos orais, está grávida ou na menopausa? Sua saúde bucal precisa de atenção! Saiba como evitar problemas.

A mulher tem necessidades especiais relacionadas à saúde bucal nas diversas fases da vida.

ana-site-fases-mulheres.jpg

Há uma relação entre minha saúde bucal e minha saúde geral?

No caso das mulheres, um número cada vez maior de estudos relaciona as enfermidades gengivais com uma variedade de problemas que afetam a saúde da mulher. Como a gengivite é uma infecção causada por bactérias, estas podem entrar na corrente sangüínea e tornar-se causa de outras complicações:

  • Problemas Cardíacos: Indivíduos com gengivite correm um risco maior de ter problemas cardíacos, com o dobro de possibilidade de sofrerem ataques fatais.
  • Derrame: Um estudo revelou a existência de uma relação causal entre infecções bucais e risco de derrame ou também conhecido como acidente vascular cerebral (AVC).
  • Diabetes: Os diabéticos são mais propensos a terem gengivite e nestes indivíduos é mais difícil controlar o açúcar no sangue. A gengivite pode ser um fator de risco para o diabético, mesmo em indivíduos com açúcar controlado.
  • Problemas respiratórios: Bactérias que se desenvolvem na cavidade bucal podem chegar até os pulmões e causar doenças das vias respiratórias, tal como a pneumonia, especialmente em pessoas que têm gengivite.
  • Resultados da gestação: As gestantes com gengivite podem estar mais propensas a partos prematuros ou terem bebês de menor peso ao nascer. A gengivite também pode aumentar o nível dos líquidos biológicos que estimulam o parto.

Como a gengivite em geral não dói, muitas mulheres só notam que têm o problema quando este já está em estado avançado. A melhor defesa é a cuidadosa higiene bucal diária com uma boa escovação e o uso de fio dental, e as consultas regulares com seu dentista.

Os requisitos relacionados à saúde bucal mudam com o passar do tempo?

Continuar lendo

Semana da Mulher: Dores de cabeça frequentes? Saiba por que as mulheres são as mais atingidas.

 

Na semana da mulher, nosso primeiro post pode ajudar você a melhorar dores de cabeça frequentes.

dreamstime_11353305.jpg

Dor de cabeça constante, grande incômodo ao mastigar, zumbido no ouvido e irritabilidade fácil são sintomas de um problema pouco conhecido, mas que apresenta, só no Brasil, 7 milhões de novos casos por ano. A disfunção, conhecida como DTM, está entre as que mais colaboram com a queda na qualidade de vida e se torna um tormento, principalmente para as mulheres.

O prato preferido perde o sabor, comer vira quase um sacrifício e o forte incômodo movido pelas dores de cabeça parece não ter fim. Mas esses sintomas têm nome e apesar de apresentar um diagnóstico, quase sempre tardio, pode ser facilmente descoberto por um especialista. DTM é a abreviatura de Disfunção Temporomandibular. O problema atinge os músculos que realizam os movimentos da boca e as articulações envolvidas em tais movimentos, elas são conhecidas como articulação Temporomandibular (ATM).
Continuar lendo

Criança e Adolescente

Independentemente do sexo, a saúde bucal da criança e do adolescente está relacionada especialmente aos ensinamentos passados pelos pais desde a idade precoce.
Os adolescentes também podem ser mais susceptíveis a erosão dentária, que é a perda progressiva da porção mais dura dos dentes, mineralizada, sem a atuação de bactérias, uma vez que a doença está diretamente relacionada ao consumo exagerado de bebidas ácidas e isotônicos comum na dieta dos indivíduos dessa idade. Além disso, alguns hábitos muito comuns nos adolescentes – roer unhas, respirar pela boca, roer tampa da caneta ou lápis etc. – comprometem o crescimento ósseo e o posicionamento dentário, gerando as chamadas más-oclusões.

Irrigador Oral Waterpik – Uma nova maneira de manter sua higiene e saúde bucal

WP-100-big


Com uma combinação clinicamente comprovada de pressão de água e pulsação, o irrigador oral Waterpik® elimina as bactérias nocivas profundas que se encontram entre os dentes e abaixo da linha da gengiva – onde não se pode alcançar somente com a escovação.

A escovação tradicional não pode alcançar com facilidade os resíduos de comida e as bactérias nocivas escondidos. O fio dental tem acesso limitado por debaixo da linha da gengiva. O irrigador oral Waterpik® elimina os resíduos de comida presos e as bactérias nocivas.

O Waterpik pode ser utilizado por toda família, trocando-se somente as pontas irrigadoras. A maior indicação é feita para pacientes que utilizam próteses fixas sobre implante, aparelhos ortodônticos ou com dificuldades motoras, porém pode ser utilizado por todas as pessoas que desejam uma higiene oral mais completa.

Pergunte ao seu dentista onde comprar e como utilizar!