Semana da Mulher: Dores de cabeça frequentes? Saiba por que as mulheres são as mais atingidas.

 

Na semana da mulher, nosso primeiro post pode ajudar você a melhorar dores de cabeça frequentes.

dreamstime_11353305.jpg

Dor de cabeça constante, grande incômodo ao mastigar, zumbido no ouvido e irritabilidade fácil são sintomas de um problema pouco conhecido, mas que apresenta, só no Brasil, 7 milhões de novos casos por ano. A disfunção, conhecida como DTM, está entre as que mais colaboram com a queda na qualidade de vida e se torna um tormento, principalmente para as mulheres.

O prato preferido perde o sabor, comer vira quase um sacrifício e o forte incômodo movido pelas dores de cabeça parece não ter fim. Mas esses sintomas têm nome e apesar de apresentar um diagnóstico, quase sempre tardio, pode ser facilmente descoberto por um especialista. DTM é a abreviatura de Disfunção Temporomandibular. O problema atinge os músculos que realizam os movimentos da boca e as articulações envolvidas em tais movimentos, elas são conhecidas como articulação Temporomandibular (ATM).
Continuar lendo

Anúncios
Imagem

DTM e Dor Orofacial na Universidade de Aarhus – Dinamarca

dtm milton raposo

Dr. Milton participou do maior evento relacionado a Disfunções Temporo Mandibulares (DTM) e Dor Orofacial, na Universidade de Aarhus, na Dinamarca.
Dr. Svensson é um profissional respeitado em sua classe, inclusive integra o MINDLab, Centro de Neurociências Integrativa Funcional no Hospital Universitário da Dinamarca. Também é editor chefe do Journal Oral Rehabilitation e presidente do consórcio internacional do Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD) de 2010 até 2013.

Imagem

DTM e Dor Orofacial na Universidade de Aarhus – Dinamarca

 DTM e Dor Orofacial na Universidade de Aarhus – Dinamarca

Durante os dias 22/06 e 06/07, o Dr. Milton Raposo Jr. participará do Curso Avançado em DTM e Dor Orofacial na Universidade de Aarhus – Dinamarca

Dr. Milton participará do maior evento relacionado a Disfunções Temporo Mandibulares (DTM) e Dor Orofacial, na Universidade de Aarhus, na Dinamarca. Lá vivenciará experiências com outros profissionais e absorverá novos métodos, que serão apresentados por uma equipe de professores científicos, sob a orientação do Dr. Peter Svensson, chefe da disciplina de Fisiologia Oral, na Faculdade de Odontologia da Universidade de Aarhus.

Dr. Svensson é um profissional respeitado em sua classe, inclusive integra o MINDLab, Centro de Neurociências Integrativa Funcional no Hospital Universitário da Dinamarca. Também é editor chefe do Journal Oral Rehabilitation e presidente do consórcio internacional do Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD) de 2010 até 2013.

A MR Estética Dental funcionará normalmente todos estes dias e, em casos de urgência, profissionais capacitados estão aptos a resolver o seu problema.

Afinal, qual é a origem da dor de cabeça?

logo-plena-mulher

Dr. Milton Raposo Jr, da MR Estética Dental para o portal Plena Mulher:

2013517194042O uso indiscriminado de analgésicos pode mascarar doenças

Falar, comer e engolir. Ninguém vive sem fazer isso, afinal a ATM é uma das articulações mais ativas do corpo humano. As doenças desta articulação e dos músculos que fazem esses movimentos da boca são chamadas de disfunções temporomandibulares (DTM) e um dos principais sintomas são as dores de cabeça.

“Os sintomas da DTM e da simples dor de cabeça são semelhantes, por isso é importante considerar sempre a avaliação multidisciplinar de especialistas da saúde, para concluir o diagnóstico correto”, explica Dra. Andrea Beder, especialista em Dor Oro Facial e membro do Colégio Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial, do Instituto Alpha. “O profissional de odontologia pode e deve diagnosticar a dor de cabeça até o nível primário, ou seja, se é uma cefaléia tensional, crônica ou episódica, até mesmo para conseguir identificar se a dor é causada pela DTM”, confirma a especialista.

Uma pesquisa feita pela Associação Brasileira de Indústrias (ABIFARMA) apontou que 80 milhões de pessoas tomam remédios para amenizar as dores sem consultar um médico. “O emprego de medicamentos vendidos sem prescrição médica pode mascarar doenças e são os grandes vilões das dores de cabeça. Eles causam dependência e o uso discriminado pode tornar o paciente dependente”, alerta.

De acordo com Dr. Milton Raposo Junior, especialista em implantodontia pelo Centro de Estudos Odontológicos (NEO) e também em reabilitação oral, uma questão intrigante é que as mulheres em idade fértil são as mais acometidas pela doença, cerca de nove para cada homem. Atualmente, tem sido observado um aumento dos casos de DTM em adolescentes e crianças.

“O paciente com DTM geralmente é um doente crônico que demora anos para buscar tratamento. Como os sintomas são muito subjetivos e pode estar relacionados a outros problemas clínicos (depressão, problemas otológicos ou reumatológicos), o dentista, muitas vezes, é o último profissional da saúde a ser procurado”, diz Dr. Raposo Junior.

Então como distinguir uma simples dor de cabeça da DTM?  Dr. Milton Raposo Junior e Dra. Andrea Beder respondem as perguntas abaixo:

Continuar lendo

Sem dores!

Imagem

Sem dores!

Milton Raposo - Fotógrafo: Fabiana Francé

 

Dores de cabeça e no ouvido, pressão atrás dos olhos, surdez, zumbido, um “clique” ou sensação de desencaixe ao abrir ou fechar a boca… têm esses sintomas? Saiba que você sofre de DTM: Disfunção Temporo Mandibular. O problema é cada vez mais comum entre as pessoas, e vem sendo chamado de “doença do século”, nada mais é que uma alteração na articulação e no músculo que liga o maxilar à mandíbula, sendo este um dos órgãos mais complexo do corpo.
A disfunção está relacionada a hábitos e problemas do nosso cotidiano. “Bruxismo, mascar chicletes, mastigação e postura incorreta, estresse, depressão, ansiedade e até mesmo a forma de prender no queixo o telefone pode causar a doença”, diz o dentista especialista no assunto e empresário à frente da MR Estética Dental, Milton Raposo Jr, que tem a empresa há três anos na região. 
A DTM pode ser diagnosticada de acordo com os sintomas, e por meio de “testes” de movimento da mandíbula, apalpando as articulações da face e da cabeça. Outra forma de descobrir se sofre com o mal, é fazer exames dentários específicos orientados pelo dentista, entre eles: radiografias, tomografia linear ou computadorizada, ressonância magnética e outros. “Com acompanhamento personalizado não é difícil descobrir a causa do problema”, salienta o profissional. Mas tem muita gente que tem dificuldade e acaba passando por muitos médicos até chegar ao dentista. Por esse motivo, é sempre bom ir regulamente ao especialista, se caso você sofra com a doença, ela será diagnosticada com antecedência. 
Há várias formas de tratar a DTM, a mais comum é reduzir os efeitos prejudiciais de travamento ou rangido, por meio de um aparelho. Por outro lado, quando partes da mandíbula são afetadas e os tratamentos não surtem efeito, uma cirurgia na articulação é recomendada.
Atualmente, a DTM é encontrada em maior frequência nas mulheres. “A alta incidência entre elas é devido a estarem mais expostas ao estresse emocional, as mudanças hormonais, sejam durante o ciclo menstrual ou na gravidez e também as frequentes mudanças anatômicas”, diz Raposo.

 

 Fonte : Daqui Perdizes Pompeia – Edição 177 

Descubra se você tem DTM

Você tem DTM? Faça seu auto-teste:

Imagem

1. Você sente dificuldade ou cansaço na boca ao se alimentar
2. Você tem sons (tipo estalido) próximo aos ouvidos ao abrir ou fechar a boca?
3. Você tem dificuldade para abrir a boca?
4. Ao abrir a sua boca ela desvia para algum dos lados?
5. Você tem dor de cabeça constante?
6. Você range ou aperta os dentes?
7. Você sente dificuldade para abrir a sua boca ao acordar?
8. Você acorda com dor de cabeça e cansaço?
9. Você já travou a sua boca (aberta ou fechada)?
10. Você tem estes sintomas acima acompanhados de zumbido?

Se você responder a uma dessas questões positivamente, provavelmente você está desenvolvendo uma DTM/DOF e deverá procurar um especialista em Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial.

O que é Disfunção Temporomandibular (DTM)?

Continuar lendo